18110960_1708920559123337_534665297_o.jp

Minha vida acadêmica iniciou-se nos anos setenta, com o curso de Licenciatura em Artes na PUC, no Rio de Janeiro. Fazia outros cursos paralelos como a escolinha de Artes do Brasil, Atelier de Artes do Hélio Rodrigues e participava de um ateliê de pintura. Minha vida profissional fora da faculdade estava deslanchando, participava de seminários, desenvolvia projetos dentro do Departamento de Cultura do RJ (hoje Secretária de Cultura), e outras atividades voltadas para crianças jovens e educadores. Também estudei desde nova a Antroposofia.

Viajei para Goiás onde morei por sete anos, continuando meus trabalhos com a arte-educação com comunidades rurais. Lá construí duas escolas. Saí de lá e fui para a comunidade em Nazaré Paulista nos anos noventa, que é hoje uma universidade holística (Nazaré UNILUZ). Lá, desenvolvia trabalhos com pessoas do Brasil todo e do exterior. Preparava vivências voltadas para o autoconhecimento nos jardins, horta e pomar onde atuava, e com o Jogo da Transformação, Jogo da Liderança e danças circulares.

Fui para Findhorn, uma comunidade na Escócia, fazer a formação do Jogo da Transformação. Foi uma experiência bastante transformadora, e quando saí da comunidade, desenvolvi por um tempo este trabalho com os jogos e as danças no Rio Grande do Sul (Em espaços holísticos e na Faculdade de Administração da Universidade Federal), em S. Paulo, Brasília (Cidade da Paz), EUA e Belo Horizonte.

Quando me mudei para Belo Horizonte, ainda desenvolvi o trabalho com o Jogo da Transformação durante alguns anos, até que senti necessidade de completar meus estudos acadêmicos. Entrei para a Escola de Artes Guignard, na qual terminei minha graduação em Licenciatura em Educação Artística (habilitação em Artes Plásticas), em 2005. Depois fiz a pós-graduação de “O Ensino e a Pesquisa no campo da arte e da cultura”.  Cursei em seguida a pós-graduação de Arteterapia, que já era um projeto antigo, mas que eu adiei para fazer a pós na Guignhard. Já trabalhava com várias terapias alternativas, como Florais, jogos de autoconhecimento e arte com o foco voltado para a formação humana. 

Em Belo Horizonte, fiz exposições individuais e coletivas, além de trabalhar com ONG`s voltadas para atividades socioculturais e ambientais, dei aulas de artes em projetos, centros culturais e escolas, publiquei livros de minha autoria e ilustrei e diagramei obras de vários escritores e projetos, e atualmente, além destes trabalhos, atendo também com Arteterapia.